O desafio de formar mão de obra qualificada

  • 1 de abril de 2022

Um estudo da CNI aponta que a grande maioria (96%) das indústrias tem dificuldade de encontrar operadores, uma função que não requer nível universitário. Onde se concentram as maiores demandas nas empresas?

Uma educação continuada que apenas enxerga a formação em nível superior, não prepara o jovem para o mercado de trabalho, é o que aponta entrevista realizada pelo Rafael Dantas da Revista Algo Mais à Vanessa Pedrosa, coordenadora do Núcleo Pedagógico do Senai-PE.

A formação profissional é um importante alavancador para a indústria, pois seu maior quantitativo encontra-se nas áreas de produção.

Espera-se que o novo ensino médio aumente significativamente o número de jovens com formação técnica, que em 2020 era de apenas 12%, enquanto que a Finlândia 70% dos jovens no ensino médio também faziam alguma modalidade técnica.

Fonte: https://algomais.com/o-problema-da-mao-de-obra-qualificada-no-brasil-e-algo-cronico-que-se-intensificou-com-a-pandemia/

Últimas notícias

Diretorias executivas e conselheiros regionais eleitos são homologados pelo Plenário do CFT

O ato deliberativo que antecede a posse dos eleitos, confirmou os resultados da primeira eleição integrada no âmbito dos seguintes regionais: CRT-02; CRT-03; CRT-BA; CRT-ES;…
Ler mais...

Diretor de Fiscalização e Normas do CRT-03 integra o Comitê Técnico Setorial Nacional Virtual da Área de Energia GTD – Geração, Transmissão e Distribuição.

O Diretor de Fiscalização e Normas do CRT-03, Wellingthon Dantas Gouveia, participou do Comitê Técnico Setorial Nacional Virtual nos dias 11, 12 e 13 de…
Ler mais...

Justificativa de Ausência na eleições de 22 de abril de 2022

O Prazo para justificar a ausência é de 180 dias. Está disponível no SINCETI o aviso e a declaração de justificativa de ausência na votação…
Ler mais...

O desafio de formar mão de obra qualificada

  • 1 de abril de 2022

Um estudo da CNI aponta que a grande maioria (96%) das indústrias tem dificuldade de encontrar operadores, uma função que não requer nível universitário. Onde se concentram as maiores demandas nas empresas?

Uma educação continuada que apenas enxerga a formação em nível superior, não prepara o jovem para o mercado de trabalho, é o que aponta entrevista realizada pelo Rafael Dantas da Revista Algo Mais à Vanessa Pedrosa, coordenadora do Núcleo Pedagógico do Senai-PE.

A formação profissional é um importante alavancador para a indústria, pois seu maior quantitativo encontra-se nas áreas de produção.

Espera-se que o novo ensino médio aumente significativamente o número de jovens com formação técnica, que em 2020 era de apenas 12%, enquanto que a Finlândia 70% dos jovens no ensino médio também faziam alguma modalidade técnica.

Fonte: https://algomais.com/o-problema-da-mao-de-obra-qualificada-no-brasil-e-algo-cronico-que-se-intensificou-com-a-pandemia/

Últimas notícias

Diretorias executivas e conselheiros regionais eleitos são homologados pelo Plenário do CFT

O ato deliberativo que antecede a posse dos eleitos, confirmou os resultados da primeira eleição integrada no âmbito dos seguintes regionais: CRT-02; CRT-03; CRT-BA; CRT-ES;…
Ler mais...

Diretor de Fiscalização e Normas do CRT-03 integra o Comitê Técnico Setorial Nacional Virtual da Área de Energia GTD – Geração, Transmissão e Distribuição.

O Diretor de Fiscalização e Normas do CRT-03, Wellingthon Dantas Gouveia, participou do Comitê Técnico Setorial Nacional Virtual nos dias 11, 12 e 13 de…
Ler mais...

Justificativa de Ausência na eleições de 22 de abril de 2022

O Prazo para justificar a ausência é de 180 dias. Está disponível no SINCETI o aviso e a declaração de justificativa de ausência na votação…
Ler mais...