Em defesa do pleno exercício profissional

  • 20 de novembro de 2020

CFT se posiciona em defesa de resoluções que normatizam as atividades profissionais dos técnicos e técnicas brasileiros

Com a criação do Sistema CFT/CRTs por meio da Lei nº 13.639/2018, se deu o trabalho de regulamentação das atribuições profissionais de todas as modalidades de técnicos industriais, de modo que pela primeira vez, os técnicos e técnicas tem suas atividades normatizadas por seu próprio Conselho profissional. Tais atribuições, entretanto, tem sido questionadas por outros Conselhos Profissionais via publicações de seus canais de comunicação e ações judiciais em uma campanha orquestrada pela dissolução destas atribuições profissionais.

Dito isso, o Conselho Federal dos Técnicos Industriais reafirma, perante técnicos e sociedade, seu compromisso de garantir e salvaguardar o pleno exercício profissional dos técnicos e técnicas industriais brasileiros, e pontua a legalidade pela qual são pautadas as atividades do CFT, em conformidade com a Lei nº 5.524/1968 e  Decretos nº 90.922/1985 e nº 4560/2002 de forma que o exercício profissional pleno do técnico industrial continuará sendo regulamentado, e sobretudo, defendido por este Conselho.

Aos técnicos e técnicas brasileiros, o CFT assegura mais uma vez o empreendimento de todos os dispositivos e medidas jurídicas cabíveis pela manutenção de seus direitos e dignidade de sua profissão.

Últimas notícias

Vitória dos Técnicos em Mecânica

Após defesa empreendida pelo Conselho Federal dos Técnicos Industriais, Ministério Público Federal - RS determina arquivamento de denúncia contra resolução dos técnicos em mecânica O…
Ler mais...

52 anos da Lei n.º 5524

Técnicos e técnicas industriais brasileiros celebram aniversário de lei de 1968 que normatizou seu exercício profissional e foi prelúdio para a regulamentação da profissão A…
Ler mais...

NOTA DE PESAR

O Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 3a Região manifesta pesar pelo falecimento de SEBASTIÃO DANTAS, avô do Conselheiro Titular, Wellingthon Dantas Gouveia, ocorrido no…
Ler mais...

Em defesa do pleno exercício profissional

  • 20 de novembro de 2020

CFT se posiciona em defesa de resoluções que normatizam as atividades profissionais dos técnicos e técnicas brasileiros

Com a criação do Sistema CFT/CRTs por meio da Lei nº 13.639/2018, se deu o trabalho de regulamentação das atribuições profissionais de todas as modalidades de técnicos industriais, de modo que pela primeira vez, os técnicos e técnicas tem suas atividades normatizadas por seu próprio Conselho profissional. Tais atribuições, entretanto, tem sido questionadas por outros Conselhos Profissionais via publicações de seus canais de comunicação e ações judiciais em uma campanha orquestrada pela dissolução destas atribuições profissionais.

Dito isso, o Conselho Federal dos Técnicos Industriais reafirma, perante técnicos e sociedade, seu compromisso de garantir e salvaguardar o pleno exercício profissional dos técnicos e técnicas industriais brasileiros, e pontua a legalidade pela qual são pautadas as atividades do CFT, em conformidade com a Lei nº 5.524/1968 e  Decretos nº 90.922/1985 e nº 4560/2002 de forma que o exercício profissional pleno do técnico industrial continuará sendo regulamentado, e sobretudo, defendido por este Conselho.

Aos técnicos e técnicas brasileiros, o CFT assegura mais uma vez o empreendimento de todos os dispositivos e medidas jurídicas cabíveis pela manutenção de seus direitos e dignidade de sua profissão.

Últimas notícias

Vitória dos Técnicos em Mecânica

Após defesa empreendida pelo Conselho Federal dos Técnicos Industriais, Ministério Público Federal - RS determina arquivamento de denúncia contra resolução dos técnicos em mecânica O…
Ler mais...

52 anos da Lei n.º 5524

Técnicos e técnicas industriais brasileiros celebram aniversário de lei de 1968 que normatizou seu exercício profissional e foi prelúdio para a regulamentação da profissão A…
Ler mais...

NOTA DE PESAR

O Conselho Regional dos Técnicos Industriais da 3a Região manifesta pesar pelo falecimento de SEBASTIÃO DANTAS, avô do Conselheiro Titular, Wellingthon Dantas Gouveia, ocorrido no…
Ler mais...